"Verdadeira Luz" - CEFRAD

🎵🎵"VERDADEIRA LUZ" a canção inspirada no Papa Francisco para o CEFRAD 6 DE JANEIRO (MÚSICA SONORA GRATUITA) No dia 6 de janeiro foi lançada "Luce Vera", canção inspirada na encíclica "Fratelli Tutti" do Papa Francisco para o Dia Mundial da Infância Missionária, cuja arrecadação total irá para o CEFRAD (Centro Franciscano de Adoções à Distância) que ajuda crianças do Brasil.

A canção é o resultado de uma coprodução entre os Frades Menores da Província do Sagrado Coração de Jesus de Nápoles e a gravadora independente Suono Libero Music, com a aprovação da FEC (Direção Central dos Assuntos Religiosos e da Administração dos Edifícios de Culto - Departamento de Liberdades Civis e Imigração do Ministério do Interior). Este dia particular, instituído pelo Papa Pio XII, em 1950, celebra o dia de oração e solidariedade com as crianças dos países em desenvolvimento e é a base deste projeto musical de fundo caritativo para sensibilizar e angariar fundos para o CEFRAD, mais precisamente pelos Educandários de Bebedouro e de Garça e a Casa de Acolhimneto 'Santa Clara' no Brasil. A voz e a imagem do projeto é do Frei Francesco Mauro Del Grosso, um frade franciscano conhecido do grande público por suas colaborações televisivas com a TV2000 e a PadrePioTV, muito popular nas redes sociais e no Youtube graças à hashtag #fraselfie. Seu dom é evangelizar por meio das ferramentas da era 2.0, levando a imagem religiosa ao povo com meditações inovadoras e muitas vezes artísticas. O projeto é explicado por Frei Carlo Maria D'Amodio (Ministro Provincial e Presidente do CEFRAD): “Foi fundado por nossa Província Napolitana há cerca de 18 anos e é composto não só por nós, Frades menores, mas também por leigos que oferecem gratuitamente o seu serviço de ajuda a estas crianças, contribuindo para o crescimento humano, escolar e social das crianças acolhidas nas instituições, desde os 0 aos 16 anos. Até o momento, mais de 500 crianças pobres são atendidas, graças ao trabalho dos frades da Custódia do Sagrado Coração de Jesus, criada pelos Franciscanos Napolitanos há 70 anos ”. Musicalmente, a obra foi escrita, composta e produzida por Nando Misuraca, cantor-compositor e jornalista, conhecido pelo seu compromisso social e emancipação juvenil através da cultura e da música. A artista inspirou-se no texto da encíclica "Fratelli Tutti" do Papa Francisco. No texto da encíclica de 4 de outubro de 2020, o Santo Padre promove uma aspiração mundial à fraternidade e à amizade social, partindo da pertença comum à família humana, de nos reconhecermos como irmãos porque somos filhos do mesmo Criador, que precisamos nos conscientizar disso em um mundo globalizado e interconectados. Como pano de fundo da encíclica está a pandemia de Covid-19 que - revela o Papa Francisco - "irrompeu inesperadamente no momento em que eu escrevia esta carta". Mas a emergência de saúde global serviu para demonstrar que "ninguém se salva sozinho" e que realmente chegou a hora de "sonhar como uma só humanidade" em que somos "todos irmãos". Duas, em particular, são as 'ferramentas' para criar este tipo de sociedade: a benevolência, isto é, o desejo concreto pelo bem do outro, e a solidariedade que cuida das fragilidades e se expressa no serviço às pessoas, lutando contra a pobreza e a desigualdade. O conceito de vida como uma “arte de encontro” com todos, mesmo com as periferias do mundo e com os povos originários, porque “se pode aprender com todos e ninguém é inútil”. O apelo do Papa ao "milagre da bondade" é particular, uma atitude a ser recuperada porque ele é "uma estrela nas trevas" (TRUE LIGHT, ed.) E uma "libertação da crueldade, da ansiedade e da urgência distraídos" que prevalecem na contemporaneidade. Uma pessoa gentil, escreve o Papa Francisco, cria uma convivência saudável e abre o caminho onde a exasperação destrói pontes. A encíclica termina com a memória de Martin Luther King, Desmond Tutu, Mahatma Gandhi e sobretudo o Beato Charles de Foucauld, modelo de tudo o que significa identificar-se com o mínimo para se tornar "o irmão universal". As últimas linhas do documento são confiadas a duas orações: uma «ao Criador» e outra «cristã ecuménica», para que «um espírito de irmãos» possa alojar-se no coração dos homens e mulheres. O videoclipe, assinado pelo diretor Claudio D’Avascio, foi feito no Complexo Monumental de Santa Chiara em Nápoles, um edifício histórico de 1300 e uma visão totalmente nova é oferecida aos espectadores, com inserções de imagens dos Educandários de Bebedouro e de Garça no Brasil.


27 visualizações

Posts recentes

Ver tudo